Ir para o conteúdo
Feed RSS

Notícias

6 pessoas seguindo este artigo.

Participação no fishbowl com as comunidades femininas de TI de Salvador durante o PHPeste

3 3 comentários Ninguém está seguindo este artigo ainda. 49 visualizações
Licenciado sob CC (by-nc-sa)

O PHPeste de 2016 foi realizado em Salvador e contou com uma grade de palestras e minicursos diversos, e no encerramento do primeiro dia tivemos a oportunidade de participar de um fishbowl com as comunidades femininas de TI daqui da capital Baiana. O tema foi a questão das poucas mulheres nos cursos de informática e a representatividade e uma pergunta foi lançada aos homens da plateia: “O que você faz para estimular a sua filha a se interessar por tecnologia?” O tema gerou várias discussões, desde a escolha do brinquedo para as crianças até a falta de representatividade feminina na área. Participaram as comunidades OxenTI Menina, a Pyladies e o Meninas Digitais - Regional Bahia, representado por Rosimeire Teixeira.



Workshop de Profissões no Dia do Estudante

3 3 comentários Ninguém está seguindo este artigo ainda. 53 visualizações
Licenciado sob CC (by-nc-sa)

Foi realizado no Colégio Estadual Góes Calmon, localizado no bairro de Brotas, para alunas e alunos do último ano do Ensino Profissionalizante, no dia do estudante. Foram realizadas atividades diversas como a oficina envolvendo conceitos de ordenação e da tabela periódica (química) e a oficina sobre lixo eletrônico dividida em duas partes: teórica (riscos, formas de descarte adequado e legislação vigente) e prática (mini-oficina de recondicionamento e manutenção de computadores). Além disso, tivemos uma oficina de profissões da área de computação onde mulheres que já concluíram ou estavam cursando cursos de graduação em computação e tecnologia explicaram sobre seus cursos e sobre a carreira de mulheres na computação.



“Meninas Digitais: para além dos estereótipos (de gênero, raciais e étnicos) nas práticas sociais e educacionais”

3 3 comentários Ninguém está seguindo este artigo ainda. 70 visualizações
Licenciado sob CC (by-nc-sa)

A educação não tem cor nem gênero para acontecer, mas, em pleno no século XXI, convivemos com os estereótipos de gênero, raciais e étnicos em nossas práticas sociais e educacionais. A mesa teve como objetivo abordar a violação de direitos humanos e suas implicações, principalmente no tocante às relações raciais e de gênero, nos meios digitais e trazer à tona a discussão sobre as influências dos estereótipos de gênero, raciais e étnicos nos ambientes educacionais e nas relações de trabalho, com foco na participação de mulheres nas ciências e com a apresentação de iniciativas de incentivo à participação de mulheres em cursos de Computação.



meninasdigitaisBA

meninasdigitaisba

meninasdigitaisba@ufba.br