Ir para o conteúdo

2019-05-27 AutonomiaUniversitariaDesenvolvimentoCiencia brasileira

0 sem comentários ainda Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Licenciado sob CC (by)
Opções de qualidade:
    Descrição:
    27/05/2019: Autonomia universitária e o desenvolvimento da ciência brasileira Convidados Sidarta Ribeiro, Diretor da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência no biênio 2018/2019, professor titular de Neurociências e vice-diretor do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Bacharel em Biologia pela Universidade de Brasília (1993), Mestrado em Biofísica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1994) e Ph.D. em Comportamento Animal pela Universidade Rockefeller (2000), com pós-doutoramento em Neurofisiologia na Universidade Duke (2005). Tem experiência em neuroetologia, neurobiologia molecular e neurofisiologia de sistemas, com interesse nos seguintes temas: memória, sono e sonhos; plasticidade neuronal; comunicação vocal; competência simbólica em animais não humanos; psiquiatria computacional; neuroeducação; psicodélicos e política de drogas. Diretor da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência no biênio 2018/2019. De 2009 a 2011, atuou como secretário da Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento. De 2011 a 2015, atuou como coordenador do comitê brasileiro do Pew Latin American Fellows Program in the Biomedical Sciences. Desde 2011 é membro do comitê diretor da Latin American School for Education, Cognitive and Neural Sciences (LA School). Pesquisador sênior associado do Centro de Pesquisas para Inovação e Difusão da FAPESP em Neuromatemática. Membro do conselho consultivo da Plataforma Brasileira de Política de Drogas. Autor de livros de divulgação científica e ficção. Marcio Correia Campos, Arquiteto, Mestre em Arquitetura pela Universidade Técnica de Viena, Áustria, Professor da Faculdade de arquitetura, desenvolve pesquisa sobre Arquitetura Contemporânea, em especial sobre tipologia de arquitetura em Salvador Evandro do Nascimento Silva, Reitor da Universidade Estadual de Feira da de Santana. Doutor em Recursos Naturais e Meio Ambiente pela - University of Michigan (2007). Graduado e Mestre em Ciências Biológicas pela Universidade Federal da Paraíba. Professor Titular da UEFS. Rafael Azize, é doutor em filosofia pela Unicamp, e professor do Depto. e do PPG em filosofia da UFBA. Vem trabalhando ultimamente com questões de estética, interpretação e subjetividade. Juntamente com outros colegas, publicou artigos sobre os ataques que vem sofrendo o sistema público de pesquisa e ensino, e o estado de direito. Georgina Gonçalves dos Santos, Vice-Reitora e reitora eleita da UFRB. Professora Adjunta da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), onde dirigiu o Centro de Artes, Humanidades e Letras, no período de janeiro de 2013 a julho de 2015. . Privilegia pesquisas ligadas aos temas de ensino superior, vida universitária, ações afirmativas e políticas sociais. Aurélio Schommer, Conselheiro Estadual de Cultura do estado da Bahia. Foi presidente da Câmara Bahiana do Livro e é autor de mais de uma dezenas de livros publicados, com ênfase em Filosofia e História do Brasil e da Bahia. Amilcar Baiardi, Engenheiro Agrônomo, mestre em desenvolvimento rural, UFRRJ, doutorado em economia, UNICAMP, estágio pós-doutoral no Instituto e museu de História da Ciência, Firenze, IMSS, Itália. Atualmente é professor no programa de pós-graduação, M/D, em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Social da UCSAL, professor Titular aposentado da UFBA e UFRB, colaborando com as pós-graduações em Filosofia e História da Ciência, M/D e PROFNIT, Mestrado Profissional, da UFBA. Foi professor visitante na Universidade de Aarhus, Dinamarca, e na Universidade de Bolonha, Itália. Foi pesquisador do CNPq por 25 anos, pesquisador 1 por 6 anos, e atualmente é, um trimestre por ano, bolsista Professor Visitante Senior, PVS, da CAPEs na UFRPE, Recife. Foi membro fundador, e atualmente integra a diretoria, da Academia de Ciências da Bahia.


    0 sem comentários ainda

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.