Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

 Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

Projeto Tropicalismo em fatos e fotos

11 de Janeiro de 2018, 23:26 , por Dali da Silva Brito - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 90 vezes
Licenciado sob CC (by)

Projeto

Projeto tropicalia

Projeto

 

Tropicalismo em fatos e fotos
(http://tropicalia.com.br/)

                                                                                               

O tropicalismo foi um movimento musical surgido no Brasil, no final da década de 1960, que atingiu outras esferas culturais (teatro, artes plásticas, cinema, poesia). O marco inicial desse movimento foi o III Festival de Música Popular Brasileira (MPB), realizado pela Rede Record de Televisão em 1967.

Em pleno regime militar (1964-1968), os tropicalistas utilizaram o deboche e a ironia para contestar os valores conservadores da sociedade brasileira, como a família tradicional, o patriarcalismo e a moral religiosa.

 

Nesta unidade, participe do projeto Tropicalismo em fatos e fotos que consiste em pesquisar assuntos relacionados ao Tropicalismo e produzir textos para montar, em grupo, um jornal escolar cujo título pode ser o acima sugerido ou outro.

Preparando o Jornal escolar

  1. A sala será dividida em grupos.

 

  1. A professora fará o sorteio dos assuntos sugeridos abaixo. Após isso, procurem informações em sites, blogs, redes sociais, livros, jornais e revistas especializadas ou em outras fontes, como fotografias, depoimentos, entrevistas etc.
  2. Depois de reunir material informativo suficiente, leiam-no, atentamente.

 

  1. Cada equipe vai escrever textos de diferentes gêneros para compor o jornal. Além dos jornalísticos, como manchete, notícia, entrevista, reportagem, legendas, vocês redigirão um editorial expondo as razões e os objetivos da publicação, como também uma carta de leitor. Acessem http://www.oblogdomestre.com.br/2012/04/os-generos-textuais-mais-frequentes-em.html

 

  1. Em um dia combinado pelo grupo, vocês se reunirão para a montagem do jornal. Definam as seções e façam a diagramação do jornal.

 

Cada grupo monta seu jornal, com o material e o formato específico. Acessem http://niveatcs.blogspot.com.br/2011/05/aprendendo-criar-um-jornal-escolar.html Organizem-no de forma a permitir uma leitura prazerosa. Para isso, deixem certo espaço entre um artigo e outro, coloquem legendas nas ilustrações, deem títulos chamativos às matérias.

 

  1. No dia marcado pela professora, cada grupo apresentará seus jornais para a turma em forma de slides, de maneira criativa e interessante. Se possível, apresentem também trechos de filmes ou vídeos relacionados aos temas.

A seguir, há cinco sugestões de trabalhos a serem realizados:

GRUPO 1 – Contexto Sociopolítico

Em 1964, o Brasil encontrava-se no olho do furacão. A Guerra Fria – disputa entre as superpotências dos Estados Unidos e da União Soviética – alimentava conflitos na América Latina e no País. Acesse http://tropicalia.com.br/v1/site/internas/contexto.php e http://tropicalia.com.br/

O grupo que optar por este assunto irá discorrer sobre o contexto sociopolítico do Brasil.

 

GRUPO 2 – Principais Artistas

Quem eram os principais nomes desse importante movimento musical?

Os principais representantes do tropicalismo foram Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa e Maria Bethânia (todos baianos), Os Mutantes, Torquato Neto, Tom Zé, Jorge Mautner, Jorge Ben e Rogério Duprat.

O grupo que optar por este assunto irá discorrer sobre os principais artistas do Tropicalismo, enquanto movimento musical.

Acessem: http://tropicalia.com.br/

 

GRUPO 3 – Discografia

Este grupo será responsável por fazer uma análise das capas de alguns dos principais discos de intérpretes participantes do grupo. É importante ressaltar que a capa não é uma mera ilustração do conteúdo do LP. A capa garantia a visualidade dos temas abordados pelos artistas, tornando-se uma espécie de resumo da obra, ou seja, os artistas também tinham algo a dizer por meio da arte visual presente em seus discos.

Acessem: https://issuu.com/mariannas/docs/capadediscos e https://issuu.com/mariannas/docs/capadediscos

 

GRUPO 4 – O Cinema, o teatro e as artes plásticas Tropicalistas

As manifestações tropicalistas em outros campos artísticos também datam dessa época. No teatro, com as experiências seminais do Grupo Oficina – as montagens de “O rei da vela”, de Oswald de Andrade, e de “Roda Viva”, de Chico Buarque. No cinema, acompanhando a radicalização das teses do Cinema Novo em torno do lançamento do filme “Terra em Transe”, de Glauber Rocha. Convém citar, ainda, as experiências das artes plásticas, sobretudo as elaboradas por Hélio Oiticica – talvez a área menos reconhecida pelo grande público, apesar de ter sido ali que a palavra “Tropicália” ganhou significado concreto.

Este grupo será responsável por fazer uma análise das principais manifestações tropicalistas em outros campos artísticos, como o cinema, o teatro e as artes plásticas.

Acessem: http://tropicalia.com.br/

 

GRUPO 5 – Consequências do Movimento

Em que medida a performance dos artistas tropicalistas contribuiu para a formação de uma nova atitude da juventude acerca de temas como “alienação e engajamento político”? Qual a reação da parcela mais conservadora da sociedade ao presenciar os happenings tropicalistas?

Acessem: http://tropicalia.com.br/

 

Referências

Revista Brasileira de História (Print version ISSN 0102-0188): Rev. bras. Hist. vol. 18, n. 35. São Paulo: 1998. Tropicalismo: as relíquias do Brasil em debate, de Marcos Napolitano (UFPr) e Mariana Martins Villaça (História Social-USP).

CEREJA, William Roberto. Texto e interação: uma proposta de produção textual a partir de gêneros e projetos. São Paulo: Atual, 2000.

Informes:

 

 

Cabe à professora

  • Orientar os alunos na busca das fontes de consul­ta (livros, sites, pessoas, instituições);
  • Determinar o tempo de cada exposição (aproxi­madamente 15 minutos);
  • Confeccionar um calendário para as apresentações dos trabalhos dos participantes
  • Caso sejam utilizados recursos materiais, providenciá-los com antecedência;
  • Definir se todos os membros do grupo devem apresentar o trabalho ou não.
  • No dia do seminário, a professora anuncia o tema e apresenta os expositores;
  • A exposição não deve ser interrompida. As pergun­tas devem ser anotadas e apresentadas ao final de cada exposição;
  • Estas perguntas visam ao esclarecimento de dúvi­das quanto ao tema apresentado e não devem ultrapas­sar cinco minutos;

 

Cabe aos alunos:

  • Realizar a(s) pesquisa(s) com seriedade;
  • Dividir as tarefas entre os componentes do grupo;
  • Organizar e apresentar o jornal impresso no dia da apresentação (imprimir 5 cópias do jornal, sendo 1 para a professora e 1 para cada grupo);
  • Durante a apresentação, tentar não fazer leitura direta de textos;
  • Utilizar diferentes recursos para complementar a apresentação: pessoa convidada especialista no assunto, fragmentos de filme, música, poesia etc;
  • Seguir as orientações da professora

 


0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.